O novo computador da Intel funciona como o cérebro humano ZAP 22 Abril, 2024 22 Abril, 2024

By | 25/04/2024

A Intel deu um salto na investigação da inteligência artificial (IA) com o lançamento do Hala Point, o maior sistema informático neuromórfico do mundo.

Esta tecnologia inovadora promete revolucionar o processamento de IA ao imitar as funções complexas do cérebro humano.

O Hala Point representa um avanço significativo na computação de IA, oferecendo velocidades de processamento 50 vezes mais rápidas e eficiência energética 100 vezes maior do que os sistemas de computação tradicionais.

O projeto da Intel tem como objetivo reduzir os custos computacionais crescentes associados aos modelos de IA, tornando a sua utilização mais sustentável.

Os computadores tradicionais funcionam de forma linear, baseando-se em unidades centrais de processamento (CPU) e unidades de processamento gráfico (GPU). Em contrapartida, os computadores neuromórficos, como o Hala Point, imitam as capacidades de processamento paralelo do cérebro humano.

Ao tirar partido de redes de neurónios e sinapses artificiais, estes sistemas podem efetuar vários cálculos em simultâneo, alcançando uma capacidade de processamento sem precedentes com uma eficiência energética excecional.

Equipado com o processador neuromórfico Loihi 2 da Intel, o Hala Point tem 1.152 processadores num espaço compacto, suportando até 1,15 mil milhões de neurónios artificiais e 128 mil milhões de sinapses.

Esta capacidade rivaliza com as capacidades computacionais de alguns dos supercomputadores mais rápidos do mundo, permitindo que o Hala Point complete tarefas complexas de IA com uma velocidade notável, consumindo o mínimo de energia.

As potenciais aplicações do Hala Point são vastas, desde a computação científica avançada a simulações de engenharia e gestão de cidades inteligentes.

Apesar de tudo, o Hala Point ainda está na sua fase inicial e não está disponível como produto para venda. A sua eficiência e escalabilidade tornam-no um candidato promissor para aplicações do mundo real.

Além disso, o design energeticamente eficiente do Hala Point contribui para um futuro mais sustentável da tecnologia de IA, escreve o Interesting Engineering.

A Intel pretende colaborar com parceiros de investigação para aperfeiçoar ainda mais a tecnologia de computação neuromórfica e fazer a transição do Hala Point de um protótipo de investigação para um produto comercial líder.

(ZAP)