Xiaomi SU7: carro elétrico poderá continuar um exclusivo da China

By | 12/01/2024

A Xiaomi embarcou numa nova aventura no final de 2023 com a apresentação do seu primeiro carro elétrico. O Xiaomi SU7 é o primeiro produto resultante de um novo braço da tecnológica chinesa que quer ser uma referência no segmento automóvel.

Os que ficaram agradados com o lançamento do SU7 poderão não ficar muito contentes com as novas notícias sobre a sua disponibilidade. Por enquanto, a Xiaomi não tem planos para vender o seu primeiro carro fora da China.

Xiaomi quer focar-se primeiramente no seu mercado caseiro

A informação chegou numa sessão de perguntas e respostas feita na rede social chinesa Weibo. Aí, um representante da Xiaomi EV afirmou que a empresa está, para já, focada inteiramente no seu mercado caseiro, a China.

Xiaomi SU7

Tais declarações arrefecem os ânimos relativamente à chegada do Xiaomi SU7 às estradas ocidentais. A expectativa em torno da globalização deste veículo está hipotecada, apesar das declarações da empresa aquando da apresentação deste carro.

Nessa ocasião, a Xiaomi afirmou que sonha com uma presença de relevo no panorama global do mercado automóvel. A empresa almeja posicionar-se entre as cinco companhias automóveis mais valiosas do mundo nos próximos 15 a 20 anos.

Contudo, o caminho a trilhar para alcançar este objetivo não é fácil e Lei Jun reconhece-o. Aliás, o executivo afirmou que a sua empresa necessita de vender mais de 10 milhões de unidades por ano para lá chegar.

Ou seja, há efetivamente uma vontade da Xiaomi de vender os seus veículos a nível mundial, mas isso poderá não se concretizar com o seu primeiro modelo. Quem sabe com uma sequela a chegar nos próximos anos, mas para a qual ainda não existem quaisquer pistas.

O Xiaomi SU7 foi desvendado no final de dezembro e chegará às estradas em duas versões. A primeira traz motor e tração traseira, ao passo que a versão Max conta com tração integral de dois motores.

O Xiaomi SU7 Max dispõe de uma autonomia de até 800 km graças à sua bateria de 101 kWh. A Xiaomi afirma que cinco minutos de carga será suficiente para mais 200 km de autonomia.

Este modelo apresenta uma potência interessante, com a promessa de chegar dos 0 aos 100 km/h em apenas 2,78 segundos. Tempos que o colocam acima do Tesla Model S e do Porsche Taycan Turbo.

O Xiaomi SU7 conta também com um sistema de condução autónoma graças à plataforma Xiaomi Pilot. Para isso, conta com dois processadores Nvidia Drive Orin e sensores avançados com um LiDAR no topo.

Algo que ainda não sabemos é o preço deste veículo. A Xiaomi manteve-se em silêncio relativamente ao tema, mas já refutou os rumores que previam uma etiqueta que não ultrapassará o equivalente a 26.100 €.

(4gnews)